A Cedro Capital captou R$ 50 milhões com investidores, entre eles um regime próprio de previdência (RPPS), agências de fomento e investidores privados, para o Fundo de Investimento em Participações (FIP) Venture Brasil Central. O fundo de venture capital é destinado a investimentos em empresas de base tecnológica sediadas na região central do Brasil, nos estados de Minas Gerais e Tocantins. Do montante já investido, 10% é proveniente do RPPS, cujo nome que não foi divulgado.

De acordo com o sócio da gestora, Bruno Brito, o objetivo do fundo é chegar a R$ 100 milhões captados. O fundo fará investimentos nos próximos quatro anos, e o alvo são empresas de inovação com potencial de crescimento e atuantes nos setores de tecnologia da informação e comunicação, agropecuária e saúde. “Nosso foco de atuação é conectar empresas, projetos e ativos com poupança dos investidores institucionais através de veículos financeiros”, diz Brito, que atuou como coordenador de negócios na Funcef até 2013, quando saiu para montar a gestora.

O fundo ainda não possui aplicação de fundos de pensão. Brito explica que tem sido difícil bater a NTN-B no momento. “Há uma dificuldade estrutural da indústria em captar junto a fundos de pensão, mas alguns estão olhando para essa alocação. Já conversamos com várias fundações e estamos aguardando respostas”, salienta.

Fonte: http://www.investidorinstitucional.com.br/index.php/br/investidoronline/15258-cedro-capital-capta-r-50-milhoes-junto-a-rpps-e-agencias-de-fomento-para-fip.html