O dinamismo da economia de Goiás, que vem crescendo e gerando empregos em meio ao pessimismo com a economia do Brasil, despertou o interesse da Alemanha, que está em busca de novos mercados em terras brasileiras. Recebido ontem pelo governador Marconi Perillo (PSDB), no Palácio das Esmeraldas, o embaixador da Alemanha no Brasil, Dirk Brengelmann, disse que Goiás vai figurar com mais força no mapa de possíveis investimentos da indústria alemã a partir de agora.

Brengelmann reconheceu que, nos últimos anos, os interesses dos alemães estiveram concentrados nos Estados do Sul e Sudeste e que esta orientação deve mudar. “Vamos alterar este eixo. Podemos avançar em parcerias na área de logística, farmacêutica e científica”, destacou. Esta foi a primeira visita oficial do chefe da representação diplomática da Alemanha a um Estado brasileiro, após a entrega de suas credenciais à presidente Dilma Rousseff na última sexta-feira (7).

O governador Marconi Perillo garantiu ao embaixador que o Estado pretende organizar um seminário entre empresários alemães e goianos já no primeiro semestre do ano que vem e sinalizou com a possibilidade de uma comitiva goiana visitar empresas alemãs em 2015. “Queremos realizar uma ampla rodada de negócios com a Alemanha. Estamos dispostos a realizar esta aproximação”, confirmou Marconi.

A escolha do Estado se deu pelo crescimento econômico de Goiás. Nos últimos cinco anos, a economia goiana avançou acima da média nacional, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A agenda teve início ontem por Anápolis e continuou durante todo o dia de hoje pela Capital. As impressões, conforme o próprio embaixador, foram todas positivas.

“Fiquei impressionado, principalmente, com a posição logística estratégica de Goiás, que será muito beneficiada com o pleno funcionamento dos diferentes modais projetados para atender a região”, declara o embaixador. Dirk Brengelmann afirmou que muitas parcerias podem ser estabelecidas entre Berlim e Goiás. “O Centro-Oeste tem muito a oferecer. Nossa tarefa agora é apresentar as oportunidades disponíveis aqui”, analisa.

Empresas

Conforme o embaixador, atualmente 1,5 mil firmas alemãs atuam no Brasil e o seu desempenho representa 10% do PIB industrial brasileiro. O embaixador comentou que se surpreendeu com a presença maciça de duas grandes empresas alemãs de logística em Anápolis, a Hamburg Sud e a DHL, que é uma subsidiária do serviço postal alemão.

Na segunda parte da visita, o embaixador esteve na Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC), em Goiânia, e conheceu um projeto de pesquisa desenvolvido na área de genética. “Temos muito a avançar no quesito cooperação científica e acadêmica”, pontua Dirk, ao lembrar que atualmente cinco mil estudantes brasileiros do programa Ciências Sem Fronteiras se aprimoram em solo alemão. “Queremos promover um intercâmbio com alunos do programa Alemão sem Fronteiras”, anuncia.

O representante do governo alemão também anunciou que Goiás terá um espaço estratégico durante o próximo Encontro Econômico Brasil-Alemanha, a ser realizado no próximo ano, na cidade de Joinville (SC). “Já colocamos à disposição de nossos colegas goianos a oportunidade de apresentarem suas oportunidades de negócios”, defende. Ao elogiar os investimentos atuais na logística do Estado, Dirk mencionou os projetos em curso, como a construção do aeroporto de cargas, como fundamental para o fomento econômico da região.

O secretário de Indústria e Comércio, William O’Dwyer, por sua vez, declarou que o encontro contribuiu para fortalecer a confiança depositada pela Alemanha no potencial produtivo de Goiás, inclusive ao criar um Consulado Honorário do qual ele é representante. “A presença de duas missões empresariais alemãs a Goiás também permitiu ampliar o interesse comercial entre as duas nações”, recorda. William mencionou que a Alemanha é a terceira maior parceira comercial do Brasil, contribuindo com importação de produtos como insumos farmacêuticos.

“Fiquei impressionado com a posição logística estratégica de Goiás, que será muito beneficiada com o pleno funcionamento dos diferentes modais projetados para atender a região”

Dirk Brengelmann,embaixador da Alemanha no Brasil